Bah!

É pá desculpem lá, mas eu tenho de desabafar sobre um assunto que NUNCA comento. Como todos sabem, ou pelo menos os meus amigos sabem, eu sou bastante liberal, espontânea, adoro tudo o que é original e fora do vulgar. Especificando um pouco mais... eu NUNCA critico as pessoas sem olhar para mim primeiro. Sou muito observadora e divirto-me a apreciar os gostos de cada ser humano. Como tal nunca ninguém me ouviu criticar o que A pessoa veste, ou o que B pessoa calça ou o que quer que envolva o seu aspecto exterior porque cada um gosta do que gosta e ponto final. Ninguém tem o direito de criticar os outros porque se calhar acabamos por nos criticar infinitamente pois não há um modelo de perfeição.
Dito isto, tenho de dizer que conheço uma pessoa que com o passar do tempo está a tornar-se incrivelmente ridícula. Mas tão ridícula que eu pondero seriamente se não terá problemas mentais. Esta mesma pessoa um dia (há uns 6 anos) disse a umas amigas MINHAS que eu me vestia muito mal, ou melhor, especificamente disse que eu tinha comparecido a uma determinada festa de aniversário terrivelmente mal vestida e que não me sabia vestir e que era um horror, bla bla bla.
Eu nunca liguei a esse comentário. Achei que foi pura maldade! Porque afinal de contas esta dita pessoa chegou a comprar roupa igual à minha e fez umas madeixas vermelhas no cabelo (tentativa frustrada para ter um cabelo vermelhão igual ao meu).
Esta tal pessoa em determinada fase da sua vida decidiu mudar de visual. Não sei, talvez tenha achado que vestir-se de uma maneira mais parecida com a avó (e digo avó referindo-me às avós em geral) iria transmitir um lado mais adulto do seu ser! Desde então tenho vindo a ficar chocada com o seu mau gosto. E olhem que eu nunca achei que essa coisa de mau gosto existisse (quer dizer existe para os homens que calçam meias brancas com sapatos pretos e para as mulheres que usam saltos altos com calças de fato de treino). O meu choque começa com o facto de que cada vez que a vejo traz as mesmas calças de ganga vestidas. Sempre as mesmas. Coitadas! Depois as camisolas lá vai trocando, mas são de tão absoluto mau gosto... é que simplesmente não lhe assentam bem e são de cores tão pálidas que com o tom de pele dela fica assim tudo com um ar deslavado. Mas como eu sou um ser tolerante e liberal, apesar de tirar estas conclusões com os meus botões nunca comentei com ninguém e passou a ser-me indiferente. Até que há uns dias vi uma foto dela perdida algures pelo mundo da internet. E foi aí que concluí que ela tem mesmo um problema qualquer. A blusa (ou lá o que é aquilo) que traz vestida é simplesmente degradante... pálida... seca... e ela branca... pálida... quase com ar de doente. Depois aquele cabelo que ela bem tenta que seja original, mas nunca passa de um ninho de pássaros. A juntar ao seu acessório diário que já o usa desde (quase) a infância.
Mas sabem... eu não quero saber como ela se veste. Cada um gosta do que gosta. Mas que moral tem esta pessoa para criticar os outros e andar de nariz empinado quando não perde tempo para ver as suas próprias figuras?
Tenho pena dela. Somente pena. Tem a mania que é fina e jet set, mas não tem capacidade para responder um "de nada" quando lhe dizemos "obrigada". A falta de educação e de ética calam-lhe a boca.
E pronto... desabafei!

4 comentários:

Cláudiaa (Irmã) disse...

Hahaha !!! Grande boca ;)

Tas la' xP

e' mesmo assim mana es como eu ;P

Pessoal e' verdade a rapariga que a minha mana ta a falar nao se sabe vestir !! parece a nha biza-biza-biza-avo'

entao aquele cabelo o.m.g ja' nao se ve em ninguem hahaha

Mas pronto cada um tem o seu gosto :'D

(se aquilo e' bem vestir uiui , a nha avo' veste-se melhor que ela)

Mas pronto xD

bjinhos

inpressionaluz disse...

e tu ligaste?

oh pa... nao te sentes bem? entao olha... CA"R"GA NISSO!!! ;)

Silverblaze disse...

Eu sinto-me muito bem:)
Melhor só por encomenda:p

Caranguejo disse...

Se calhar ela nunca ouviu aquela Máxima "Antes de criticares os outros critica-te a ti próprio" Á pessoas que se preocupam mais em apontar os outros do que a olharem para elas mesmas é o que é...

Beijos